RAMOS DO COOPERATIVISMO |
Infraestrutura

A história das cooperativas de infraestrutura começa em 1941, com a criação da Cooperativa de Força e Luz de Quatro Irmãos, no município de Erechim (RS). A cooperativa levou energia elétrica à região, melhorando as vidas de centenas de famílias de pequenos produtores rurais. Mas foi somente em 1964 — após a promulgação do Estatuto da Terra — que esse ramo começou a ganhar força. Motivo? O Estatuto liberou as cooperativas a oferecerem serviços básicos para todos os brasileiros, especialmente nas comunidades rurais, onde as operadoras convencionais não tinham interesse de atuar.
O segmento foi impulsionado na década de 70, com a criação da Política de Eletrificação Rural e com o apoio de financiamentos do BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento. Neste período, foi realizado o I Encontro Nacional das Cooperativas de Eletrificação Rural, que contribuiu para o aprimoramento da política.
O ramo incorpora as atividades de energia elétrica, irrigação, telefonia, telecomunicação, saneamento básico, infraestrutura rodoviária e ferroviária, construção civil e habitação.

O cooperativismo de infraestrutura leva qualidade de vida e desenvolvimento econômico para todos os cantos do país, principalmente para as regiões mais distantes do Brasil.

Saiba mais!

 




OCB/MT - Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso
SESCOOP/MT - Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Mato Grosso
I.COOP - Faculdade do Cooperativismo





Logo

Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet